Buscar
  • José Roberto Napolitano

CRISE???!!!

Refletindo sobre o tema "crise", pensei nesta forma de apresentar o seu significado e, com isto, permitir que outras pessoas também façam a sua reflexão sobre o assunto e comecem a seguir condutas para eliminar os efeitos da crise, pensando e agindo de forma positiva.



Mas, afinal o que é uma “crise”?

O termo “crise” provoca fortes emoções na maioria das pessoas. É um temor como sentir-se ameaçado. Remete-nos a pensar em situações com muitas dificuldades, perdas e até muito invasivas em nossas vidas, mais do que poderíamos imaginar ou suportar.

A “crise” não escolhe quem ou o que será afetado. Ela chega, mais cedo ou mais tarde para todos. Seja na vida pessoal, social ou profissional haverá consequências, ou seja, mudanças. O que era... mudou!

Pesquisando sobre a origem do termo “crise”, segundo o Dicionário Etimológico, entre outros, vem da “palavra grega krísis, que era usada pelos médicos antigos com um sentido particular. Quando o doente, depois de medicado, entrava em crise, era sinal de que haveria um desfecho: a cura ou a morte. Este termo também significa separação, decisão, definição”. (fonte: www.dicionarioetimologico.com.br)

Segundo este antigo conhecimento, podemos verificar que o entendimento de uma “crise” era a manifestação da estratégia de cura aplicada com base em um diagnóstico sobre uma situação, ou seja, a previsão de colheita dos frutos sobre as sementes que foram plantadas e, a gestão sobre o desenvolvimento da cultura.

Deste modo, podemos entendê-la, como o resultado das decisões e ações que foram tomadas sobre uma determinada situação. E mais, se não houve o monitoramento adequado sobre o processo, não foi possível perceber as necessidades de mudanças, a fim de evitá-la.

Segundo Peter Drucker, “As únicas coisas que evoluem por vontade própria em uma organização são a desordem, o atrito e o mau desempenho”.

Refletindo sobre o assunto, me deparo com quatro elementos, que entendo serem essenciais para o cenário que enfrentamos diariamente: incertezas, complexidades, possibilidades e mudanças.

Nós vivemos num mundo de muitas incertezas, exigindo tomadas de decisão a cada momento. Há muitas diferenças na dinâmica dos ambientes, que estão em constante mudança de regras, leis, procedimentos levando os relacionamentos a uma grande complexidade. A decisão que serve para um pode não servir para o outro.

A utilizar a criatividade para a eliminação de obstáculos para atingir nossos objetivos, permitirá um número elevado de diferentes possibilidades, onde cada uma levará a diferentes decisões e ações, gerando resultados diversos de sucesso ou insucesso.

A gestão do negócio exige conhecimentos, habilidades e estratégia para manter a harmonia nos relacionamentos com os ambientes. Cada organização é diferente da outra, e isto exige a necessidade de cada uma ser analisada dentro da sua realidade.

Na minha visão, a “crise” é um momento em que devemos agir e mudar para que o resultado final seja melhor. Não adianta esperar que as coisas voltem a ser como eram. É uma necessidade imperativa sobre mudar a forma de administrar o negócio.

Propósitos claros e bem definidos, monitoramento dos processos operacionais, análise das informações do sistema gerencial, e alinhamento das equipes de trabalho contribuem para a condução do negócio para uma situação de maior equilíbrio.

Aguardar para ver o que vai dar, poderá ser um tempo precioso gasto de uma maneira, que poderá levar ao enfrentamento de novas incertezas nos ambientes interno e externo.

Portanto, o tempo é um elemento fundamental durante uma “crise”. É o momento de mudar. Esperar passar pode ser tarde demais.

Não há dúvidas que existem muitas formas de superar uma “crise”.

2 visualizações
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram

©2020 Muster Consultoria